Bullying por meio do Covid-19: como os pais podem lidar com esse problema.

A pandemia de coronavírus está desenterrando uma série de consequências sociais negativas, incluindo uma que pode ser especialmente dolorosa para crianças e adolescentes: bullying

 

Os pais de crianças americanas asiáticas relataram casos em que seus filhos foram maltratados e evitados – e não apenas por outras crianças. Adultos participaram voluntária ou involuntariamente nesse tipo de comportamento.

 

 

Rebecca Radicchi, escritora que mora na região de Atlanta, descreveu como a vida de seus filhos mudou depois que o coronavírus começou a espalhar tanto o medo quanto a doença.

 

 

“Apenas nesta semana, nossas três crianças experimentaram outras crianças encostando em nossa filha e depois fingindo que ela era mais contagiosa durante um jogo em grupo, já outra criança descartou itens que foram indicados como ‘Made in China’ na mesa de nosso filho. Adultos perguntaram se nossos filhos sabem sobre o vírus porque são chineses americanos ”, Radicchi escreveu.

 

 

Mesmo com escolas fechando nos Estados Unidos, os jovens têm se surpreendido por comentários em lugares e situações inesperados. Na região de Seattle – marco zero para casos de coronavírus nos EUA – uma mulher em uma loja de armazém disse a um garoto de 8 anos para “fugir porque ele pode ser ‘da China’ e ela estava preocupada em se infectadar”, twittou o pai do garoto, Devin Cabanilla, no final de janeiro.

 

 

Em um caso ainda mais extremo, um garoto de 16 anos da Califórnia acabou no hospital depois de ser fisicamente atacado por agressores em sua escola, que o acusaram de ter o coronavírus. Esse ataque levou o grupo nacional OCA-American Pacific American Advocates a convidar os funcionários da escola “a educar os alunos a respeito do coronavírus e reforçar ou implementar medidas preventivas contra o bullying racial”.

 

 

Nesse cenário, como os pais podem proteger seus filhos do bullying? A especialista em paternidade, Dra. Michele Borba, compartilhou as seguintes dicas e ideias para pais e responsáveis:

 

 

Perceba que o bullying não tem limite de idade

“O bullying é algo construído”, explicou Borba.  “Quando os adultos dão permissão para o comportamento, as crianças entendem o recado. Nossa voz e exemplo se tornam a voz e o comportamento das crianças, de modo que o bullying pode se tornar facilmente replicável”.

 

Empatia é vital

“Quando a empatia não é aplicada, o bullying aumenta”, explicou Borba, acrescentando que o coronavírus é “outra razão para o bullying estar por aí”. Mas, de maneira positiva, Borba disse que o bullying é um comportamento aprendido que pode ser desaprendido. Ela disse que alguns dos momentos mais importantes para pais acontece quando eles usam seu próprio comportamento como um exemplo do que não fazer. “Pare e ouça a si mesmo e pergunte: ‘Esse é o tipo de comportamento que eu quero que meu filho entenda?’”, disse Borba. “Se não for, ligue o sinal de alerta em sua mente e o pare. Esse é um momento muito poderoso para os pais poderem dizer: ‘Eu fiz isso, isso estava errado e preciso repensar a respeito’. “

 

 

Fale sobre bullying com seus filhos

Borba observou que usar um exemplo, como o tema deste artigo, pode ser outra oportunidade de abordar um assunto delicado, como o bullying com crianças e adolescentes – sejam eles o alvo ou a fonte de qualquer tipo de comportamento de bullying, induzido ou não por coronavírus. “Talvez os pais possam usar um artigo de jornal e dizer: ‘Acabei de ler sobre isso’”, disse Borba. “‘Você tem ouvido a respeito? Você está vendo isso? Estou sempre aqui para ouvi-lo.’”

 

Auxilie na correção de comportamentos

Se seu filho – ou um adulto que você conheça – se envolve em um comportamento de bullying enquanto é varrido pelo medo do coronavírus, um pedido de desculpas à quem é ofendido pode ajudar bastante a todos a se sentirem melhor e seguirem em frente. Seja como for, sempre é possível fazer algo para mover as coisas em uma direção certa. Faça um brainstorming de ideias que parecem corretas, atenciosas e gentis.

 

 

Veja também: 5 dicas de combate ao bullying para adolescentes.

 

Coronavirus bullying is a thing. Here’s how parents can deal – Today.com

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Compartilhar:

Artigos relacionados

7 de abril de 2024
Abrir bate-papo
Olá! Como podemos ajudá-lo?