Bullying e os efeitos com o tempo.

Pessoas que sofrem bullying acabam tendo problemas de saúde físicos e mentais em longo prazo. Os níveis sanguíneos de proteína C-Reativa, ou PCR – um marcador de inflamação sistêmica e fator de risco de doenças cardiovasculares e outras enfermidades – aumentam quando a pessoa sofre bullying.

 

Os cientistas acompanharam 1.420 participantes de 9 a 21 anos de ambos os sexos e entrevistaram molestadores, vítimas e os pais dos jovens. Eles avaliaram os níveis de PCR com exames de sangue Periódicos.

 

Após controlar os níveis iniciais de PCR e diversos fatores que influenciam nos níveis dessa proteína – como sexo, idade, raça e vários problemas de saúde e socioeconômicos – os pesquisadores descobriram que seu aumento era diretamente proporcional à quantidade de bullying sofrido.

 

Por sua vez, o aumento dos níveis de PCR dos molestadores foi baixo até inferior ao das vítimas. As descobertas sugerem uma possível vantagem biológica gerada pela elevação do status do molestador, afirmaram os cientistas. O estudo foi publicado recentemente no periódico “Proceedings of the National Academy of Sciences”.

 

“Esse tipo de efeito de longo prazo é verificado apenas em outros dois problemas sociais: maus tratos e abandono infantil”, afirmou William E. Copeland principal autor do estudo e professor adjunto de pisiquiatria da Universidade de Duke.“Esse tipo de problema social é mais forte e duradouro do que pensávamos”, destacou.

 

Fonte: Jornal Super Notícia

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Compartilhar:

Artigos relacionados

7 de abril de 2024
Abrir bate-papo
Olá! Como podemos ajudá-lo?